31 de julho de 2015

A falta de investimentos na saúde pública em 2015 se tornou calamitosa. Em julho daquele ano os cortes para o setor chegaram a R$ 13,47 bilhões de um orçamento que já era baixo nos anos anteriores.

A AMB defendeu o orçamento da saúde e em uma das entrevistas, para a Jovem Pan, apontamos a gravidade desse corte e como isso inviabilizaria o cumprimento do Art. 196 da Constituição, que diz que a saúde é um direito de todos e um dever do Estado. Diogo citou três grandes problemas que agravavam a situação do SUS: fim do financiamento, má-gestão do sistema e a corrupção que envolve não somente a máquina pública, como também a área da saúde.

A matéria completa você pode ler clicando aqui: https://jovempan.com.br/noticias/corte-na-saude-chega-r-1347-bilhoes-e-inviabiliza-atendimento-do-sus-diz-especialista.html